Matérias-Primas Críticas

Após a invasão russa na Ucrânia, a União Europeia apresentou um plano para alcançar a independência dos combustíveis fósseis russos muito antes de 2030.

A verdade é que a Europa continuará dependente do exterior no setor energético, mesmo com o aumento da produção de energia renovável, uma das soluções para atingir a neutralidade carbónica.

Para construir uma bateria para veículos elétricos ou para armazenamento de energia produzida por fontes renováveis, a UE depende de recursos minerais como o cobalto e o lítio. O cobalto é maioritariamente extraído na República Democrática do Congo, já o lítio provém sobretudo da Austrália. No entanto, quase metade do abastecimento de lítio tem origem no Chile e na China, em conjunto.

À China importamos igualmente a esmagadora maioria das terras raras. Este grupo de elementos químicos pode ser utilizado também em baterias recarregáveis e ainda em turbinas eólicas ou lâmpadas LED.

Podemos ainda referir o germânio ou o silício-metal, importantes para a produção de painéis fotovoltaicos. Ambos são produzidos na China, principalmente.

A esta dependência acresce a dependência na refinação das matérias-primas. Entre 50% a 60% do lítio, 66% do cobalto e 90% das terras raras são processados na China.

Ciente destes constrangimentos, a Comissão Europeia definiu a lista de matérias-primas críticas para a UE, formada por 30 elementos, incluindo os mencionados acima, de forma a incentivar a sua produção no velho continente. Foi atualizada pela última vez em 2020.

Na Europa, ou em Portugal, sabemos que há potencial para obter – de forma responsável – alguns destes recursos minerais. Através da prospeção geológica, poderemos determinar, com precisão, a quantidade e a qualidade do que temos.

Links úteis
REPowerEU: Ação europeia conjunta para uma energia mais acessível, segura e sustentável
LNEG mapeia matérias-primas críticas na economia portuguesa
Critical raw materials
O domínio da China nos metais da transição energética

Create your website with WordPress.com
Iniciar